Um dia saudável com os blogueiros do Viva Positivamente

Início / Alimentação / Um dia saudável com os blogueiros do Viva Positivamente

E o tema do nosso encontro de ontem, dia 26 foi cozinha sem sal ou pelo menos utilizando a quantidade mínima necessária para que possamos manter a saúde em dia.

Começamos o dia com a recepção dos blogueiros no espaço Liv Light, da Nutricionista Maria Cecília Corsi que é especialista em nutrição clínica com foco em técnica dietética e gastronomia, que há 5 anos criou o conceito LivLight, onde combina pontos essenciais da nutrição para uma alimentação saudável.

1545162_899002976795205_3350671920110462627_n

O cheiro impregnando o ar foi o que me conquistou logo que cheguei, uma delícia!

O encontro já iniciou com deliciosos lanches preparados com de forma saudável, utilizando farinha integral, chia, iogurte, castanha do pará, frutas vermelhas e um drink refrescante com hortelã, limão siciliano, suco de morango, romã e sprite zero.

1609920_898965866798916_1710942856595437187_n

Toda alimentação servida durante nosso workshop saudável foi utilizado o sal do himalaia, que contém menos sódio que o nosso conhecido sal branco.

Cecília mostrou como prepara alguns pratos, explicando em detalhes os benefícios de se comer com sabor e menos sal e o mais interessante é que realmente dessa forma conseguimos sentir o sabor de todos alimentos utilizados nos pratos, muito bom!

15222_898983280130508_9126978737993514416_n

Um aspecto muito importante que foi reforçado é que precisamos escolher as gorduras consumidas, as boas desta forma podemos saborear vários pratos que gostamos desde que preparados da forma apropriada.

10649643_899027223459447_6877661550503904063_n

 

O sal refinado tem um elevado teor de sódio favorecendo a pressão alta e a retenção de líquidos, pois desde o processo de industrialização o sal marinho passa por uma lavagem onde são perdidas as algas microscópicas que fixam o iodo natural, por isso se acrescenta o iodo sob a forma de iodeto de potássio prevenindo o bócio. Como o iodeto é utilizado  em uma quantidade superior à quantidade normal de iodo do sal natural, deixa o organismo vulnerável a doenças da tireóide como nódulos, tumores e câncer.

Segundo Cecília precisamos estar atentos aos alimentos que consumimos, pois os produtos industrializados contém muito sódio escondido, nos orientando a olhar bem a descrição das embalagens, além de nos incentivar a preparar os alimentos que consumimos de forma a manter a saúde.

1908404_898993086796194_6874195042015555987_n

Uma preocupação que tenho vivenciado em meu trabalho sobre o comportamento de alguns pais, de exigirem que os filhos só consumam alimentos saudáveis foi de encontro com a opinião de Cecília, que obrigar os filhos a dietas rígidas não é interessante, pois o ideal é oferecermos o que é saudável dentro de certos limites, até para que a criança aprenda a fazer escolhas sem pressão.

Comer é um ato de extremo prazer que vem carregado de emoções e sentimentos, em função desses aspectos não se deve  retirar da dieta alimentos de que gostamos muito, pois corremos o risco de nos sentirmos angustiados pela restrição e acabarmos sabotando todo trabalho realizado.

Respeito ao corpo e as nossas necessidades emocionais fazem parte de um comportamento magro adequado e saudável.

Mostrando 2 comentários
  • Chris Ferreira

    Oi Luciana, o evento foi ótimo. Eu gostei muito do esquema de workshop, das informações passadas e das receitas. Mais uma vez eu adorei te encontrar.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe

pingbacks / trackbacks
  • […] O sal refinado tem um elevado teor de sódio favorecendo a pressão alta e a retenção de líquidos, pois desde o processo de industrialização o sal marinho passa por uma lavagem onde são perdidas as algas microscópicas que fixam o iodo natural, por isso se acrescenta o iodo sob a forma de iodeto de potássio prevenindo o bócio. Como o iodeto é utilizado  em uma quantidade superior à quantidade normal de iodo do sal natural, deixa o organismo vulnerável a doenças da tireóide como nódulos, tumores e câncer. (via @LucianaKotaka) […]

Escreva um comentário