Dando a volta por cima

Início / Alimentação / Dando a volta por cima

Identificar formas de comportamentos podem auxiliar na dificuldade de perder peso

 peso13

Por Luciana Kotaka

Passamos parte de nossa vida com comportamentos que nem sempre são saudáveis, mas que adquirimos por forma de modelos que tivemos ou mesmo em função de dar suporte as nossas necessidades internas.

Quando falamos em obesidade, é fácil identificar nas pessoas alguns aspectos em comum, que de alguma forma influencia diretamente na manutenção do peso acima do desejado.

Ao explorarmos esses aspectos, conseguimos modificar a forma de pensar, algumas crenças e comportamentos, fortalecendo o lado saudável de cada pessoa, levando a modificações que favorecem sua relação emocional com ela mesma e com seu corpo.

Será que você se identifica com algumas das situações abaixo? Confira:

1- O tudo ou nada – Tem um projeto a ser desenvolvido, mas se não está do jeito que gostaria, deixa ele de lado e acaba não terminado. Ou, normalmente se programa de ir à academia três dias por semana, mas se falhar um, já falta os outros dois dias. Na nossa vida, com a correria do dia a dia, precisamos ser mais flexíveis, e não se cobrar tanto por aquilo que nem sempre damos conta. Esse comportamento de tentar ser infalível, inflexível, estoura em algum momento, e a comida vem suprir essa insatisfação. Sendo assim, vamos fazer nosso melhor possível, sem cobranças exageradas.

2- Esquece de si mesmo – Muitas pessoas de doam com muita intensidade para outras e acabam esquecendo de si mesmas. Priorizam mais as necessidades do outro do que as próprias. E você, onde fica? É muito importante ajudar o outro, atender algumas solicitações que estão ao seu alcance, mas preste a atenção, onde está o seu desejo? Que lugar você se coloca? Onde fica à hora de seu descanso, o curso de dança que quer fazer, ou as aulas de inglês para o mestrado que tanto almeja? Ao invés de viver reclamando do peso e da falta de tempo, procure analisar o contexto de sua vida, e identifique como pode modificar de forma a dar espaço a você mesmo.

3- Ser perfeita – Quer fazer tudo de forma perfeita, no trabalho, em casa, e se as coisas não estão como quer, acaba extrapolando e indo de um extremo a outro. Tem que seguir a dieta de forma rigorosa, e se comer um bombom acaba colocando os pés na pantufa e come a caixa toda. Todo excesso de perfeccionismo tem outro lado, o extremo. É muito importante aprender a equilibrar essas situações, pois nem sempre dá para deixar a casa impecável, ou mesmo arrumar todas as camas antes de sair de casa, mas essas pequenas situações podem desequilibrar pessoas perfeccionistas.

4- Fracassar – O medo de fracassar pode fazer você perder oportunidades, situações que passou meses aguardando, e quando esta aparece se esconde dentro do casulo e abre mão do sucesso. Essa situação de medo, a leva ao fracasso, e consequentemente a comer mais, para compensar a frustração. Ao invés de se atolar em um pacote de batatas fritas, o que acha de encarar seus medos, avaliar suas necessidades internas, para que se fortaleça, pois somente desta forma, aprenderá a ousar e aproveitar as oportunidades.

5- Ser amada –Todos nós queremos ser amados, mas muitas pessoas passam a vida toda querendo agradar o outro para poder assegurar esse lugar de ser amado. Conhecida como a boazinha, porém, nem sempre consegue seu intento, e nesse momento com auto estima rebaixada, sente-se triste, colocada de lado, utilizando da comida novamente como auto conforto. Ninguém pode agradar o tempo todo, e é importante que possamos ser autênticos, só assim sentiremos confortáveis com nossos princípios.

Se você se identificou com algumas das características ou situações acima, a melhor saída é procurar mudar, pois mesmo que não consiga perceber de forma clara, esses são poderosos gatilhos emocionais que levam a comer de forma excessiva. A psicoterapia entra como um processo de auxílio em busca de mudanças comportamentais, diminuindo o sofrimento, fortalecendo seu EU, e promovendo o desenvolvimento comportamentos mais assertivos frente a sua vida.

 

Escreva um comentário