Dietas muito rígidas podem acabar com seu humor

Início / Blog / Dietas muito rígidas podem acabar com seu humor

Mau humor, depressão e ansiedade podem ser resultado de uma alimentação desequilibrada, adotada, normalmente, por quem quer perder peso de forma rápida. Apesar de funcionarem momentaneamente, dietas  rígidas demais não são saudáveis, não ajudam a emagrecer de maneira sustentável e ainda podem detonar o seu lado emocional.

A nutricionista responsável pelo programa Dieta e Saúde Roberta Stella tem uma explicação científica para as mudanças de humor causadas por dietas restritivas. Segundo ela, estudos sugerem que a serotonina, um neurotransmissor do sistema nervoso central associado à sensação de bem-estar, contribui para a saciedade atingida após uma refeição. Uma pesquisa mostrou que um plano alimentar contendo, por exemplo, mil calorias diárias e baixo teor de carboidratos (pão, bolacha, aveia, barra de cereal, macarrão, arroz, batata e tudo que contenha farinha de trigo) afeta o nível de serotonina no cérebro de mulheres saudáveis. Isso dificultaria a obtenção de saciedade, o que as deixaria de mau humor durante a dieta.

A anemia pode ser outro motivo de problema em regimes rígidos. A doença é causada por deficiência de ferro, encontrado em alimentos como carne vermelha, peixe, agrião, couve, feijão, grão-de-bico, lentilha e açúcar mascavo. “Por incrível que pareça, é mais comum nos  obesos do que em pessoas com o peso saudável e pode gerar um tremendo cansaço e alterar muito o humor”, explica a nutricionista Ligia Henriques. Retenção de líquidos, prisão de ventre e falta de outros nutrientes importantes como cálcio, magnésio e fósforo também podem atrapalhar o humor.

Do ponto de vista psicológico, isso se deve ao fato de que no ato de comer existe a satisfação imediata de um prazer, explica a psicóloga Ana Kiyan. “Ainda mais quando a vida está chata, com poucas compensações, ingerir alimentos, especialmente calóricos, alegra a vida instantaneamente”, afirma. Além disso, restrição acentuada na dieta exige um sacrifício disciplinar alto. “Por causa da tendência anterior de exagero na alimentação, o corpo ficará pedindo satisfação o tempo todo, levando o indivíduo a manter um constante duelo consigo mesmo”.

Recomendações
Existem algumas orientações para manter o humor durante uma dieta. Para começar, o ideal é adotar um plano balanceado. “Quem está lutando contra a balança deve visar a  reeducação alimentar, substituindo os alimentos anteriores por outros mais saudáveis, evitando a todo o custo sentir fome.

Aos poucos, com a perda de peso, encontrará aquela felicidade antes obtida através de doces, massas e gorduras em excesso”, indica Ana.

Calcule seu peso ideal

Faça sua avaliação gratuita, descubra a sua faixa de peso ideal e como emagrecer de forma saudável

(ex: 65.5)(ex: 1,65)

imagem Botao Descobrir

Ligia ressalta que é importante manter uma vida social saudável, com pequenas “escorregadas” alimentares programadas. “Devemos ter prazer na dieta. Ela tem que ser uma escolha e não uma imposição”

Roberta também indica a prática de atividades que dêem prazer como fazer trabalhos manuais e leitura. Beber aproximadamente dois litros de água por dia e fazer algum tipo de  exercício físico também são ações recomendáveis. Pode ser até mesmo uma simples caminhada de 30 minutos por dia. Isso porque, ao realizar alguma atividade física, o organismo libera substâncias que produzem a sensação de bem-estar. Assim, fica bem mais fácil manter corpo e mente saudáveis.

http://minhavida.uol.com.br/conteudo/12231-Dietas-muito-rigidas-podem-acabar-com-seu-humor.htm

Vejam que essas dietas nada tem de saudáveis… Desta forma, o melhor é apostar em uma dieta equilbrada, com muito jogo de cintura e tranquilidade.

Assim, terá resultados a longo prazo, porém com muita energia e bom humor!

Psicóloga Luciana Kotaka

Especialista em Obesidade e Transtornos Alimentares

Curitiba -PR

Mostrando 4 comentários
  • Janaína Macedo

    Olá, Lu!
    Concordo plenamente!
    A meu grande desafio é justamente emagrecer sem ter que me privar dos alimentos de forma radical. Sinceramente, não estou preparada e nem considero recomendável dietas restritivas. Sei, por experiência própria, que é possível emagrecer de forma gradativa tendo uma nutrição variada e equilibrada. Todos que conheço que radicalizam até emagrecem, mas acabam recuperando o peso perdido.
    Adianta ficar magro e mal-humorado??? Tenho certeza que não!
    Ótima matéria!
    ( :

  • Telma Maciel

    Pois é! Eu não tô esquentando com parar de comer tal coisa pq meu objetivo não é emagrecer e pq eu SEI que não dou conta! Não vou me privar de coisas que gosto pra emagrecer… Eu acho que essa é a principal dica pra quem entra numa dieta!
    Bjks

  • Paola

    Antes, há uns dez anos essa era a mina realidade, eu engordava um pouco, percebia, reduzia um pouco a ingestão e tudo voltava ao normal.
    De uns tempos prá cá minha realidade é outra, eu só engordo.
    Há dois meses comecei uma dieta, no início perdi peso, mas agora está cada vez mais difícil, aderi ao café da manhã de 400 calorias, o que está me ajudando a não ter fome… tenho almoçado saladas e filés, masàs vezes tenho sentido um cansaço, acho que vou tentar ingerirmaio quantidade de carboidratos!
    Paola

  • Lu Souza Brito

    Oi Luciana,

    O pior das dietas é o mau humor. Eu até já consegui fazer dieta = restrição, mas nao adianta, a gente nao se mantém e fica “chata”, pior que se tivesse com tpm. E as dores de cabeça, fraqueza? Reeducação alimentar é a palavra. Tá na gora de substituirmos a palavra dieta ( e as ações tbm).

Escreva um comentário