Especialista explica o que é bulimia e alerta para os riscos

Início / Blog / Especialista explica o que é bulimia e alerta para os riscos

Luciana Kotaka, especialista em obesidade e transtornos alimentares, diz que qualquer pessoa que não está satisfeita com o peso pode desenvolver

jubulimia
Na trama, Tábata fala pra Ju induzir vômito e a garota fica chocada (Foto: Malhação / Tv Globo)

A carreira de modelo da Ju (Agatha Moreira) decolando, ? A linda já até fechou desfile! arrasando! Só que, com o sucesso, vem a pressão. Os fotógrafos já deram o toque pra Marta (Silvia Pfeifer): a it-girl precisa perder uns quilinhos se quiser virar uma modelo internacional.

Aí a mãe da Ju, que é ex-modelo, começa a fazer pressão… O problema é que a gata vai escutar uns papos errados pra emagrecer de uma forma nada saudável. Uma modelo da mesma agência fala pra Ju provocar vômito e tudo.

Agora o papo é sério, galera! Isso pode causar uma doença muito séria: a bulimia nervosa. A psicóloga Luciana Kotaka, especialista em Obesidade e Transtornos Alimentares, explica: “Na bulimia nervosa, a pessoa ingere uma grande quantidade de comida em um curto período de tempo. Podem ingerir cerca de 2.000 a 5.000 calorias em cada episódio, vindo acompanhado pela sensação de completa perda de controle, com sentimentos de culpa e vergonha. Após esses episódios de compulsão é utilizado métodos compensatórios de purgação como: vômitos auto induzidos, laxantes ou diuréticos, enemas, exercícios físicos extenuantes e jejuns prolongados”.

No caso da Ju, a gata não vai conseguir seguir uma dieta saudável. A linda vai se descuidar na hora das refeições, se sentir culpada na hora e provocar o vômito para compensar. Nada a ver, , glr?

E quem acha que essa doença só atinge as modelos magérrimas errado: “Qualquer pessoa que não está satisfeita com o peso corporal pode desenvolver bulimia nervosa, por acharem que vomitando perderá peso, como se fosse uma saída mágica e que não compromete a saúde. A grande maioria das pessoas com bulimia está acima do peso, pois é uma doença que se desenvolve principalmente em pessoas que fazem dietas com frequência e tem episódios de compulsão. Não conseguem controlar o desejo de comer, exageram e vomitam como forma de tentar se livrarem das calorias ingeridas”, afirma Luciana.

A psicóloga faz uma alerta aos pais e familiares: “Existe uma tendência das pessoas que têm a bulimia ou dos familiares de acharem que essa doença não tem riscos, ou por acharem que é um comportamento momentâneo que logo passará. É de fundamental importância que os familiares estejam atentos a esses sintomas, e não desprezem esses comportamentos, procurando profissionais especializados para interceder o mais rápido possível, evitando o agravamento dessas doenças”, afirma a psicóloga.

O tratamento para a bulimia deve envolver vários profissionais: “O nutricionista vai auxiliar essas pessoas a aprenderem a comer de forma correta e saudável. Já o psicólogo irá focar nos transtornos de imagem corporal, ansiedade, depressão, baixa autoestima, entre outros fatores que fazem parte do processo dessas pessoas, auxiliando-as a desenvolverem recursos internos e externos para aceitarem seu corpo e/ou buscarem mudanças de forma adequada. E o psiquiatra pode medicar quando se faz necessário a intervenção com medicação. A terapia de grupo também é eficaz, pois irá proporcionar aos participantes a identificação com o outro, e a ajuda mútua na busca da saúde mental e alimentar”, aconselha Luciana.

Confiram os vídeos sobre a matéria no site – http://tvg.globo.com/novelas/malhacao/2012/Se-liga/noticia/2013/05/especialista-explica-o-que-e-bulimia-e-alerta-para-os-riscos.html

Escreva um comentário

WhatsApp chat Contato pelo WhatsApp