Mais da metade dos curitibanos está acima do peso, diz pesquisa

Início / Blog / Mais da metade dos curitibanos está acima do peso, diz pesquisa

obesa

Segundo a Vigitel 2012, 51,6% dos curitibanos sofrem com o excesso de peso

 O excesso de peso e a obesidade aumentaram Brasil nos últimos sete anos, é o que aponta a última pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2012), divulgado nesta terça-feira (27), pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha. E Curitiba acompanha a tendência nacional. A frequência de obesidade e de excesso de peso na população da capital paranaense passou de 12,6% e 44,1%, em 2006, para 16,3% e 51,6%, respectivamente. O aumento ocorre tanto em homens quanto mulheres.

 Na capital paranaense, o percentual de homens obesos subiu de 12,7% para 16% e com excesso de peso de 50,8% para 55,5%. Entre as mulheres, os índices de obesidade aumentaram de 12,5% para 16,6% e de excesso de peso de 37,8% para 48,1%.

 Na primeira edição do estudo, em 2006, 43,2% estavam acima do peso ideal e 11,4% eram obesos no Brasil. Atualmente, o percentual subiu para 51% e 17,4%, respectivamente. É a primeira vez que mais da metade da população brasileira está acima do peso.

 Alimentação e Atividade Física

 Apesar de a obesidade estar relacionada a fatores genéticos, há uma influência significativa do sedentarismo e de padrões alimentares inadequados no aumento dos índices brasileiros. Forte aliado na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, o consumo de frutas e hortaliças está sendo deixado de lado por uma boa parte da população do Paraná. Apenas 27,2% da população ingerem a porção diária recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de cinco ou mais porções ao dia. Outro indicador que preocupa é o consumo excessivo de gordura saturada: 32,5% da população da cidade não dispensam a carne gordurosa e 56,7% consomem leite integral regularmente. Os refrigerantes também têm consumidores fieis – 30,8% dos paranaenses tomam esse tipo de bebida ao menos cinco vezes por semana.

 A pesquisa revela também que 35,1% da população da capital paranaense praticam atividade física no tempo livre ou no lazer. Os homens (44,3%) são mais ativos que as mulheres (27%).

 A Pesquisa

 O Vigitel retrata os hábitos da população e é um importante instrumento para desenvolver políticas públicas de saúde preventiva. Nesta edição, foram entrevistados 45.448 mil adultos em todas as capitais e no Distrito Federal, entre julho de 2012 a fevereiro de 2013.

Escreva um comentário