Maratona só faz bem se feita uma ou duas vezes na vida

Início / Blog / Maratona só faz bem se feita uma ou duas vezes na vida


por Nuno Cobra

A palavra maratona é utilizada quando se quer dizer que alguém irá cumprir uma árdua e longa missão. O termo surgiu em 490 a.C. Os gregos haviam vencido os persas na batalha de Maratona e coube a Pheidippides a tarefa de levar a boa notícia até Atenas. Ele correu aproximadamente 35 km da planície da Maratona até Atenas e, ao chegar, só teve fôlego de anunciar “vencemos” e caiu morto.

Essa história não é comprovada, mas mostra o quão agressivo ao organismo pode ser percorrer um percurso de 42 km, não respeitando seu momento cardiovascular, indo muito além dos limites suportáveis pelo corpo.

Mas participar de uma maratona uma ou duas vezes na vida pode ser extremamente gratificante e grandioso!

Por quê?

A maratona deve ser um momento especial na vida da pessoa. Essa experiência única comove nosso espírito, nossas emoções, nos fortalece e nos deixa realmente outro. A vitória do corpo físico fortalece o corpo mental, emocional e espiritual. Nada é mais significativo para a mente de uma pessoa, do que ela ver, ali, seu corpo realizando tal proeza.

Maratona fortalece caráter e personalidade

Correr 42 km fortifica nosso caráter e desenvolve bastante nossa personalidade. Isso porque o indivíduo tem que se impor a continuar ao longo do trajeto e não se abater, principalmente quando se percorreu os primeiros 20 km. O moral se abate, pois ainda faltam mais de 20. O obstáculo superado deixa uma marca muito concreta com um efeito terapêutico sobre nossa mente.

Como deve ser feita a maratona?

O organismo deve trabalhar numa freqüência cardíaca baixa conquistada com treinamento correto.

Por isso é preciso preparar-se adequadamente e deixar a evolução de sua corrida vir gradativamente através de treinos sólidos.

A maratona deve ser feita somente participando, relaxado, descompromissado com qualquer outra coisa que não seja festejar a vida. É um momento de se deixar levar, de se emocionar, de perceber seu corpo e sentir toda a pujança da vida passando diante de seus olhos e receber o calor das pessoas acenando, gritando e incentivando. Deve-se festejar engrandecido cada quilômetro vencido, sem pensar nos próximos quilômetros. Estar realmente dentro e somente de cada quilômetro percorrido, viver o presente.

Males

A maratona quando feita com uma freqüência cardíaca alta, forçando demais o ritmo natural do organismo, coloca sua vida em risco.

Pude ver pessoalmente em algumas Olimpíadas o day after de alguns maratonistas. Eles sequer conseguiam caminhar… Descer escada, nem pensar!

Por aí se calcula o estrago devido ao esforço extraordinário do coração, do metabolismo e do organismo: pernas, musculatura, articulações, ligamentos e tendões.

É preciso acabar com essa cultura da malhação estúpida, onde se trata o corpo como máquina, impondo limites além de sua capacidade.

http://www2.uol.com.br/vyaestelar/nunocobra.htm

Comentários
  • Sibele

    Oi,Lu!Muito pertinente esse texto, nós temos uqe cuidar melhor do nosso corpo.
    Um ótimo fim de semana!
    Beijosss

Escreva um comentário