Pensamento para um Bom Dia HOJE:

Início / Blog / Pensamento para um Bom Dia HOJE:


Só é digno da liberdade, como da vida, aquele que se empenha em conquistá-la.
(Johann Wolfgang Von Goethe)

Olá :

Como vai? Como será sua semana que está começando?

Bem, então diga-me  : Quem é que comanda sua vida? Você ou os eventos externos?

É incrível, como existem algumas pessoas que aguardam a passagem de um ano para outro para fazer uma revisão de sua vida, para tentar modificar algum hábito, tomar resoluções, além, é claro, daqueles desejos e sonhos que são construídos, pedidos e prometidos, no exato instante em que o relógio determina o fim de um ano e o início de outro.

Será que há algum acontecimento mágico neste instante, capaz de realizar os desejos?

Existe algo diferente que acontece na passagem de um dia para outro, de uma hora a outra, que propicie essas resoluções?

Tem algo diferente, que simplesmente instala novos hábitos numa pessoa? Que a permite compreender os processos da vida e em certos casos, faz com que a pessoa encontre outro caminho, se aquele que está seguindo não a leva aos seus objetivos?

Bem, aqui eu gostaria que você fizesse uma pausa para reflexão  .

Você fez alguma promessa, algum pedido ou desejo, modificou hábitos, tomou resoluções significativas para sua vida na hora da ultima virada de ano?

Quanto disso já se concretizou de verdade?

Ah, por que eu estou falando de decisões e resoluções de fim de ano, se estamos ainda a alguns meses do próximo fim de ano?

É muito simples . Por que resoluções importantes, não devem ter datas específicas do ano, como natal, ano novo, aniversário, para serem tomadas.

Como qualquer decisão importante deve ser tomada no momento que se fizer necessário.

Portanto, não deixe mais um ano terminar, um aniversário passar, uma situação X acontecer, para então tomar a resolução que achar que é importante.

Com isso quero chamar sua atenção , para você SER realmente autor da sua vida.

Para isso acontecer, não dependa do que os outros pensam, digam ou acham sobre o que você vai fazer. Nem do que os outros fazem ou deixam de fazer para você e por você.

Pense, sobre que maneira questões externas interferem em suas expectativas futuras. De que forma o que ocorre ao seu redor provoca você e te faz pensar, agir e a ser da forma como você pensa, age e é.

Lembre-se de um pensamento do filósofo existencialista Francês Jean-Paul Sartre, que diz:

“O importante não é o que fizeram conosco, mas o que fazemos com o que fizeram de nós”.

Acredite que: o que você fizer daqui para frente é, ao mesmo tempo, continuação da sua história e também a possibilidade de uma nova história.

Por isso, você é quem deveria ser autor da sua vida, transformando as dificuldades em oportunidades.

Então, finalizo minha mensagem com esta última provocação. Se você ainda deixa outros governarem sua vida. Assuma deste momento em diante a autoria e a responsabilidade por tudo que acontecer nela e com ela.

Pense Nisso…

Tenha um Bom Dia HOJE.

Sigmar Sabin
Professor e Aprendiz da vida
Fale comigo: sigmarsabin@bomdiahoje.com.br

Comentários
  • Panama

    É interessante observar como algumas pessoas aguardam a passagem de um ano a outro para fazer revisão de vida, para modificar hábitos, para tomar resoluções, além, é claro, dos muitos desejos e sonhos que são construídos, pedidos, prometidos, no exato instante em que o relógio determina o fim de um ano e o início de outro. Haveria algo de mágico neste instante, capaz de realizar os desejos? Haveria algo diferente da passagem de um dia a outro, de uma hora a outra, que propiciasse resoluções? Que incutisse novos hábitos? Que nos permitisse compreender nossos processos de vida e, em certos casos, nos impelisse a encontrar outros caminhos? Você fez promessas, pedidos ou desejos, modificou hábitos, tomou resoluções significativas para sua vida na hora da virada de 2008 para 2009? O que você fez no exato momento de passagem de um ano a outro? O que lhe moveu a fazer o que fez? Nas duas últimas semanas atendi algumas pessoas em crise. Violentas crises provocadas por este período festivo, no qual muitos suspendem suas atividades, reúnem-se em família, viajam, festejam, comemoram as conquistas de um tempo passado, repensam a rotina e planejam o futuro. Enquanto isso, outros choram e se desesperam por constatar o que fizeram de suas vidas, perdem o sentido da existência, percebem o quanto não suportam o convívio familiar; outros, ainda, lembram-se de bons e saudosos tempos, e entristecem por eles não existirem mais. Choram amores perdidos, sofrem por relacionamentos terminados, descobrem-se infelizes com suas rotinas e impossibilitados para modificá-las. Iniciamos 2009 em meio à crise mundial, aos conflitos na faixa de Gaza, e a outros inúmeros problemas que nos rodeiam. De que maneira estas e outras questões interferem em suas expectativas futuras? De que forma o que ocorre ao seu redor lhe provoca a pensar, a agir e a ser da forma como você pensa, age e é?

Escreva um comentário