Viver mais e com saúde só é possível se praticar atividade física

Início / Blog / Viver mais e com saúde só é possível se praticar atividade física

por Renato Miranda
“Não é bebendo álcool de maneira controlada que vamos viver mais. Além disso, sabemos que naturalmente o ser humano vive cada vez mais. A questão é viver mais e com saúde!”
Recentemente uma pesquisa nos Estados Unidos repercutiu em várias publicações pelo mundo, inclusive no Brasil, a polêmica em torno do consumo de bebidas alcoólicas. Em resumo, a pesquisa chegou à conclusão que pessoas que fazem uso de bebidas alcoólicas diariamente (base de duas taças de vinho) podem viver mais que pessoas abstêmias.

A pesquisa gerou muita polêmica. Para citar algumas: a adaptação individual ao consumo do álcool (o impacto do álcool no corpo humano e o hábito de beber podem trazer adaptações individuais relativamente distintas. Se para uma pessoa certa quantidade de álcool não traz nenhum tipo de malefício para uma outra a história pode ser diferente. Outra polêmica se resume no controle do consumo diário, por ser algo difícil, pois um dia de maior tensão ou qualquer outro fator fora da rotina pode motivar uma ingestão maior. E uma outra grande polêmica é o temor do alcoolismo, que muita gente sabe pode começar com a ingestão moderada de álcool.

Rapidamente algumas pessoas me perguntaram (talvez para aumentar ainda mais a polêmica) se realmente o exercício físico faz tão bem para a saúde como especialistas de diversas áreas da saúde (e outras) defendem? E mais, se como uma boa dieta e ingestão de certa quantidade de álcool não seria o suficiente para se viver bem?

Resposta objetiva: não!

Não podemos considerar a saúde como um fenômeno simples a tal ponto de não relativizar outros fatores intervenientes em nossas vidas. Como por exemplo, aspectos psicológicos e sociais. Portanto, a despeito de qualquer opinião sobre a ingestão de álcool e o impacto sobre a saúde, defendo que devemos incentivar a prática constante de exercícios físicos. Não é bebendo álcool de maneira controlada que vamos viver mais. Além disso, sabemos que naturalmente o ser humano vive cada vez mais. A questão é viver mais e com saúde!

Em resumo, só acredito em níveis altos de saúde e bem-estar com a inclusão de uma rotina de exercícios físicos durante toda a vida. Esse pensar se baseia nos motivos relacionados a seguir:

Motivos biológicos

Os motivos biológicos estão associados às consequências naturais advindas do exercício físico. Ou seja, é através do exercício físico que potencializamos a prevenção de doenças, melhoramos nosso condicionamento físico, emagrecemos e conseguimos manter o peso ideal.

Motivos psicológicos

É através da regulação da produção de hormônios como a endorfina (relacionada à regulação dos níveis de ansiedade), serotonina (relacionada ao estado de humor e ao relaxamento) e a dopamina (contida nos circuitos cerebrais associados à motivação e recompensa), que nós nos equilibramos emocionalmente. Entre os vários fatores que auxiliam nesse processo de regulação dos hormônios o exercício físico tem participação fundamental. Por isso, em vários tratamentos psicológicos os exercícios físicos estão no rol das receitas para o bem viver.

Além do equilíbrio emocional, podemos relacionar: a percepção de bem-estar, a harmonização da autoconfiança e uma imagem corporal positiva.

Motivos sociais

Os exercícios físicos quando praticados regularmente e de maneira ótima proporciona a melhoria da capacidade de um melhor relacionamento social e prepara a pessoa para manter uma constante motivação para a cooperação nos vários momentos de sua vida. Isso se dá, em poucas palavras, por que quando estamos bem e com saúde estamos prontos em atender às pessoas.

Ademais o exercício físico proporciona uma melhor compreensão e relação pessoal com os desafios da vida. Por outro lado, a harmonia fisiológica interna (homeostase) resultado da prática dos exercícios, é refletida no potencial de melhoria da capacidade de harmonia interpessoal, ou seja, favorece a adaptação e adequação do comportamento pessoal nas relações humanas.

Para finalizar, faça um pequeno teste: observe em seu meio social o comportamento daquelas pessoas que fazem regularmente exercícios físicos: salvo melhor juízo, você perceberá que são pessoas mais otimistas, dispostas a enfrentarem desafios, bem-humoradas, menos ansiosas e sem problemas para descansar (dormir).

http://www2.uol.com.br/vyaestelar/psicologiadoesporte_saude01.htm

Mostrando 2 comentários
  • Bruxa do 203

    Adorei! Sabe que convivo inclusive com pessoas magrinhas que não fazem exercícios físicos e mesmo elas sendo magras, são cheias de dores e doenças.

  • Sibele

    Com certeza a AF é essencial para uma vida melhor e mais saudável.
    Uma ótima semana!
    Beijosss

Escreva um comentário