Nova Dieta Beverly Hills é menos restritiva e promete a perda de até 10 kg em um mês

Início / Blog / Nova Dieta Beverly Hills é menos restritiva e promete a perda de até 10 kg em um mês

Nutricionistas condenam estratégia de não alternar frutas, carboidratos e proteínas

Por Laura Tavares

Baseada em uma alimentação altamente restritiva, a Dieta Beverly Hills, criada pela atriz americana Juzy Mazel, está de cara nova. Ao invés de recomendar que seus seguidores passem 10 dias comendo só frutas, outros 10 ingerindo apenas carboidratos e mais 15 consumindo proteínas exclusivamente, a Nova Dieta Beverly Hills permite a ingestão dos diferentes grupos de nutrientes em um mesmo dia. A ideia de que as combinações são fundamentais para o emagrecimento, entretanto, prevalece. Assim, não é permitido ficar alternando frutas com carboidratos e proteínas de forma desorganizada, pois, segundo a autora, isso reduziria o gasto calórico da digestão. Vale lembrar que a dieta não é baseada em qualquer estudo científico. Para entender melhor como a dieta funciona, listamos seus prós e contras: 

Domine o vocabulário nutricional, mas ignore uma regra básica da nutrição

O que são carboidratos? Quais alimentos entram no grupo das proteínas? Para adotar a Nova Dieta Beverly Hills é preciso estar familiarizado com os grupos de alimentos. Consequentemente, quem for segui-la vai entender que carboidratos são a principal fonte de energia para o corpo; proteínas, essenciais para a construção de tecidos e frutas, fundamentais para a obtenção de vitaminas e minerais. Informação é o primeiro passo para uma boa alimentação.

Por outro lado, a Nova Dieta Beverly Hills é baseada no consumo separado desses grupos. Quem a segue deve começar o dia escolhendo uma única fruta para consumo. Se desejar comer outra fruta, deve esperar uma hora. Se quiser ingerir um carboidrato ou uma proteína deve esperar duas horas e, uma vez que fizer essa troca, não poderá mais comer frutas até o fim do dia. A justificativa para essa regra baseia-se na ideia de que o intervalo dado para a digestão de cada item aumentaria a queima de calorias pelo corpo. De acordo com a nutricionista Cátia Medeiros, da Atual Nutrição, uma refeição completa deve incluir todos os grupos alimentares o que é, muitas vezes, benéfico para o corpo, por favorecer a absorção de nutrientes. “Além disso, consumir carboidratos com proteínas e frutas não torna a digestão mais ou menos difícil pela combinação dos nutrientes, mas, sim, pelos alimentos escolhidos”, explica.

http://minhavida.uol.com.br/alimentacao/galerias/16096-nova-dieta-beverly-hills-e-menos-restritiva-e-promete-perda-de-ate-10-kg-em-um-mes#.USqPEFefyDk

Escreva um comentário

WhatsApp chat Contato pelo WhatsApp