A abordagem Ericksoniana de Milton Erickson se baseia no respeito à individualidade e na conexão efetiva com a mente inconsciente. É comprovado pela neurociência que a mente inconsciente é responsável por 95% de nossas mudanças comportamentais e, por isso, a Hipnose Ericksoniana é considerada, atualmente, a ferramenta mais transformadora por utilizar técnicas eficazes de comunicação com a mente.

A hipnose é um procedimento durante o qual o profissional sugere ao cliente que vivencie mudanças em sensações, percepções, pensamentos ou comportamentos. O contexto hipnótico geralmente é estabelecido pelo procedimento de indução. Embora haja muitas induções hipnóticas diferentes, a maioria inclui sugestões de relaxamento, tranquilidade e bem-estar. A hipnose é um estado alterado de consciência (produzido por meios naturais), em que os clientes que são hipnotizadas não perdem o controle sobre seu comportamento, mantendo a percepção consciente de quem elas são e de onde elas estão, normalmente se lembrando do ocorrido durante a hipnose. Você fica mais focado, mais acordado e durante o transe você vai se desligando das percepções externas e tem uma grande atividade interna, sem perder seu estado de alerta.

As sessões podem durar cerca de uma hora e meia no máximo, sendo semanal e compondo em um total de dez a quinze sessões dependendo do caso a ser tratado.

O que pode ser trabalhado na hipnose – fobias, medos em geral, parar de fumar, beber, emagrecimento, depressão, entre outras situações em que se queira mudanças.